Dialog recebe aporte de R$ 4 milhões

Rodada foi liderada pela BR Angels com participação de nomes como Meta Ventures e Gávea Angels.

A Dialog, startup especializada em comunicação interna e integração de serviços de recursos humanos, recebeu um aporte de R$ 4 milhões em rodada seed liderada pela BR Angels com participação da Meta Ventures, Gávea Angels, Anjos do Brasil e Urca Angels.

Na rodada, que avaliou a empresa em R$ 30 milhões, também participaram alguns executivos da In Press e Antonio Salvador, ex-presidente do Grupo Pão de Açúcar, que já investia na startup.

Os novos investidores ficaram com 14% do capital, enquanto André Franco, CEO da Dialog, detém cerca de 70% e o restante fica com a In Press.

Nascida dentro da Critical Mass, empresa do Grupo In Press (Omnicom), a plataforma da Dialog tem origem em um projeto realizado para a PepsiCo em 2016.

Como faria a união de seus três escritórios, a multinacional solicitou uma solução que promovesse a união dos times, o gosto pela mudança, sem perder o senso de pertencimento dos colaboradores com a empresa. Assim, nasceu uma rede social interna apoiada no Pepapp.

Após observar um grande gap de comunicação entre colaboradores e empresas, a Dialog alçou voo próprio como startup em janeiro de 2020.

Na sequência, durante a pandemia, com os colaboradores isolados e as empresas gerando grande demanda por alinhamento de comunicação, a startup faturou R$ 2,9 milhões, um crescimento de 75% em comparação com 2019.

Hoje a sua plataforma B2B SaaS permite aumentar a capilaridade de comunicação, incluindo os colaboradores operacionais de plantas fabris ou fazendas, por exemplo, a partir de um aplicativo para celular.

Também disponível nas versões web e TV Corporativa, a solução é integrável com outros sistemas de RH e canais internos como WhatsApp, e-mail, Yammer e Facebook Workplace, além de ser customizável às necessidades do cliente e de ter uma dinâmica gamificada.

Além da PepsiCo, a Dialog também conta com 25 clientes como Carrefour, BRF, Via Varejo, SBT, Avon e Livelo. Eles pagam mensalidades que variam de acordo com o número de funcionários e, juntos, somam cerca de 200 mil colaboradores na base de usuários.

“As empresas estão cada vez mais olhando para o tema de comunicação interna e engajamento de colaboradores, por isso identificamos um mercado global de mais de US$ 4 bilhões a ser explorado”, afirma André Franco, CEO e sócio majoritário da Dialog.

Com o aporte, a Dialog prevê implementar melhorias na plataforma e desenvolver novos canais de comunicação que a permitam escalar com maior velocidade, atingindo mais clientes e dobrando o faturamento em 2021.

A empresa já está incorporando serviços de RH na plataforma, como holerite, ponto digital, treinamentos e resultados de vendas, além de inteligência de dados, com insights sobre engajamento, influenciadores internos e prevenção de rotatividade, entre outros.

“Uma comunicação fluida entre a empresa e seus colaboradores, sem ruídos e alinhada estrategicamente, é o sonho de toda liderança. A Dialog viabiliza essa possibilidade, com tecnologia, inovação e escalabilidade. Vimos na startup uma ótima oportunidade”, conta Cecília Andreucci, membro e conselheira da Gávea Angels.

Na rodada de investimentos, a Meta Ventures, braço de corporate venture capital da Meta, participou com R$ 1 milhão após a Dialog vencer o desafio chamado Bring Your SaaS, lançado pela companhia em novembro do ano passado.

“Tivemos um trabalho árduo para chegar à vencedora, que apresentou uma solução que acreditamos e achamos que tem sinergia com os negócios da Meta. Por isso avançamos tão rápido em apostar na startup e já aportamos investimento no negócio”, explica Marcio Flôres, head da Meta Ventures.

No desafio da Meta, as startups O2OBOTS, de Santa Catarina, e Manfing, do Paraná, ficaram em segundo e terceiro lugares e devem receber da empresa investimentos que variam entre R$ 500 mil e R$ 1,5 milhão.

A Meta começou apostar em uma aproximação maior com startups em 2019 e já havia aplicado R$ 3 milhões em três negócios diferentes: a Netrin, do Paraná; a Ayga, do Rio Grande do Sul; e a Conecta Lá, de Florianópolis.

Além do capital, a Meta tem a oferecer uma porta de entrada em companhias de médio e grande porte, incluindo nomes como John Deere, Banco Original, TV Globo, Localiza, Sicredi e Sascar.

Fonte: https://www.baguete.com.br/

23/03/2021

NENHUM COMENTÁRIO

ENVIAR UM COMENTÁRIO